Jovem de 18 que matou crianças e professoras em SC sofria de bullying e não queria mais estudar

 Jovem de 18 que matou crianças e professoras em SC sofria de bullying e não queria mais estudar

O jovem de 18 anos que matou crianças e professores a facadas em uma creche de Santa Catarina na última terça-feira, dia 03/05, está tendo o perfil traçado pela Polícia Civil catarinense.

De acordo com informações, os policiais já colheram depoimentos das pessoas mais próximas do jovem, identificado como Fabiano Kipper Mai.

Algumas das informações colhidas ainda são apenas preliminares e outras são consideradas como boatos. Uma quebra de sigilo de dados foi liberada pela justiça para ajudar nas investigações.


Fabiano já está com a prisão preventiva decretada. No inquérito, até o presente momento, não há nenhuma evidência de que o jovem tinha algum histórico de violência. Ele nasceu na cidade de Saudades, onde aconteceu a tragédia.

O rapaz atingiu a maioridade no dia 3, ou seja, no dia em que cometeu o crime. Ele ainda estava cursando o 9º ano do ensino fundamental e trabalhava como menor aprendiz em uma indústria de roupas e calçados.

Os colegas de trabalho disseram que Fabiano era bastante reservado e gostava muito de jogos de computador. Em sua casa foram encontrados R$ 11 mil em dinheiro juntados pelo jovem, mas não há nenhuma menção ao ataque.

Informalmente foi dito que o jovem gostava de maltratar animais domésticos mas não há nenhuma denúncia a respeito. As facas compradas por ele e usada no crime seriam para usar nos bichos, de acordo com o próprio Fabiano.

Ainda de acordo com a polícia local, o jovem teria problemas de relacionamento familiar e não queria mais estudar pois estaria sofrendo bullying na escola. O jovem segue internado e logo depois de se recuperar deverá ser ouvido.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Leia também: Linhas 212 e 130 voltam temporariamente para o itinerário antigo por causa de obras do BRT

Outras notícias