Jovem de Sumaré descobre que inquilina é sua irmã e que também tem mais um irmão

 Jovem de Sumaré descobre que inquilina é sua irmã e que também tem mais um irmão

Coincidências da vida ou destinos cruzados pelas mãos de Deus?

São questionamentos que nos últimos 15 dias, a lacher designer Sabrina Stephany de Oliveira Silva, de 18 anos, passou a fazer, depois de descobrir que tem uma irmã mais velha e que a mesma é inquilina de sua mãe.

Moradora no Jardim Nova Terra, em Sumaré, Sabrina cresceu, ao lado do padrasto e a mãe, a autônoma Maria Joênia Barbosa de Oliveira, de 41 anos, e um meio-irmão de 15 anos, no Jardim Santa Genebra.


Desde criança, a jovem soube que era fruto de um relacionamento rápido da mãe com um barbeiro, de nome Evânio. Nunca quis saber do pai biológico, pois o padrasto se tornou sua referência desde o um ano e meio.

Mas, na tarde do último dia 10, veio uma vontade de saber quem era o pai.

Então ela buscou no Facebook por uma tia paterna que há anos tinha pedido amizade se apresentando.

“As poucas vezes que perguntei do meu pai para minha mãe, ela dizia que ele era alcóolatra e o tinha deixado porque ele a agredia com palavras, emocionalmente. Então decidi perguntar para esta tia, como ele estava. Toda vez que essa tia me mandava mensagem, ela nunca mencionou no meu pai. Só queria saber de mim”, contou Sabrina.

Na conversa, Sabrina descobriu que tinha um casal de irmãos, Vinicius Valério da Silva, de 26 anos, e Isabela Nátali Camila Carvalho, de 19 anos.

“Minha tia contou que o Vinicius morava em Hortolândia e a Isa em Sumaré. Perguntei o bairro e por coincidência era o mesmo bairro onde minha mãe havia comprado uma casa e morei por um tempo. Esta casa está alugada para uma moça, casada, mãe de um menino de 4 anos”, relatou.

Vinícius, de 26 anos
Isabela, 19 anos

Segundo Sabrina, enquanto a tia falava da irmã dela, ela se lembrou da inquilina da mãe que tinha as mesmas referências.

“Pensei: ‘nossa, imaginou se a inquilina da minha mãe é minha irmã?’”.

A lacher designer pediu uma foto de sua irmã para a tia e ao ver a imagem, enviou para a mãe perguntando se era a inquilina dela.

“Estava trabalhando e quando vi a foto, reconheci que era a minha inquilina. Perguntei o motivo do questionamento e a Sabrina disse que a menina era sua irmã. Fiquei surpresa e ao mesmo tempo muito feliz. Na hora, liguei para a inquilina e contei. Ela também ficou surpresa”, contou Maria Joênia.

“Eu sabia que o pai da Sabrina tinha um filho, mas uma filha, não imaginava. Estou muito feliz pela minha filha. Ela queria muito ter uma irmã”, acrescentou frisando que o encontro das duas foi uma obra de Deus. “É coisa de Deus. A Isa, quando visitou a casa para alugar me disse: ‘é essa casa. Me sinto tão bem’. Creio que foi o instinto, aquela coisa do mesmo sangue”.

Isabela é a caçula de cinco irmãos (quatro meio-irmãos).

Ela cresceu acreditando que tinha um irmão mais velho por parte do pai.

“Amei saber que tenho uma irmã”, falou a jovem, que trabalha no mercadinho da mãe, que fica no mesmo bairro onde mora.

As mães das duas, apesar de se conhecerem de vista, jamais imaginavam que haviam tido filhas do mesmo homem.

“Nosso pai mora em Borda da Mata e elas ainda não os conhecem. Estou muito feliz por agora ter contato com minhas irmãs. Eu sabia da existência delas, mas não fui atrás por não parecer intruso, sei lá. Mas sempre tive vontade de estar perto delas. A Sabrina é muito alegre”, disse Vinícius que é instrumentista cirúrgico e mora com a mãe no Jardim Sumarezinho, em Hortolândia e já foi apresentado a Isabela.

O encontro dos irmãos está marcado para este final de semana. Sabrina vai organizar um churrasco entre eles.

O pai, ela pretende conhecer.

“Meu pai largou da bebida e hoje leva uma vida diferente”, disse Sabrina.

Outras notícias