Jovem é espancado até à morte por seis pescadores na beira da praia após montar barraca

 Jovem é espancado até à morte por seis pescadores na beira da praia após montar barraca

Um jovem de 17 anos de idade foi morto por espancamento após um desentendimento com um grupo de seis pescadores. O crime aconteceu na cidade do Guarujá, litoral paulista.

De acordo com a esposa do jovem, identificado como Kauan Silva, eles e uma amiga foram até ao Parque Prainha, na praia da Enseada para acampar. Depois de um tempo, um pescador pediu para eles desarmarem a barraca pois a fiscalização ia passar em instantes.

O grupo disse que não ia desmontar a barraca e depois foram até o mar para molhar os pés. Na sequência o pescador voltou com outros cinco homens e Kauan teria xingado um deles em voz baixa. Nesse momento começaram as agressões.


Os pescadores seguiram chutando e socando Kauan mesmo depois dele ter caído no chão. De posse de um canivete, a esposa de Kauan conseguiu ferir um dos pescadores, porém um outro a agrediu com um pedaço de bambu e ainda deu dois socos na amiga do casal.

Kauan chegou a ser socorrido mas morreu no pronto-socorro. Uma testemunha disse que viu o jovem discutindo com seis pessoas antes da briga. Após o acontecimento, Kauan sentiu cansaço, dores e dificuldade para respirar e acabou caindo.

Até o momento os agressores não foram identificados. O jovem morreu no pronto-socorro da cidade de Bertioga. A família de Kauan, juntamente com amigos, pedem justiça e prisão aos agressores.

Da Redação ODC.
Fonte: Jornal de Brasília.

Outras notícias