Mais 4 integrantes da quadrilha de sequestros da Av. Mackenzie são presos

 Mais 4 integrantes da quadrilha de sequestros da Av. Mackenzie são presos

Policiais do 12º Distrito Policial (DP), em Sousas, identificaram e prenderam na manhã desta quinta-feira, mais quatro homens suspeitos de integrarem uma quadrilha que ataca motoristas na alça de acesso da Rodovia D. Pedro I, na altura da Leroy Merlin.

Em menos de uma semana, são seis pessoas presas de forma temporária.

No caso de hoje, os policiais ainda apreenderam com os criminosos duas armas, celulares, joias, relógios entres outros objetos.


Os suspeitos atacam, em especial, mulheres desacompanhadas, à noite, e fazem as vítimas reféns.

De acordo com o delegado José Roberto Rocha, os bandidos agem no local há pelo menos três anos e eles são de diversas cidades da região, inclusive São Paulo.

A equipe investiga os assaltos há três meses e já identificaram ao menos 11 sequestros-relâmpagos.

No total 13 pessoas, entre as quais uma mulher, foram presos, sendo alguns temporariamente.

As prisões de hoje foram com base em mandados de busca e apreensão.

Outros ataques

Em junho do ano passado, outra equipe de policiais civis do 12º DP identificou uma quadrilha de classe média/alta especializada em sequestro-relâmpagos.

Os integrantes eram jovens universitários com idades entre 20 e 25 anos que combinavam as ações durante baladas em casas noturnas da cidade.

A identificação do grupo se deu após denúncias de ao menos cinco vítimas e com a ajuda da Guarda Municipal, através da Central Integrada de Monitoramento de Campinas (Cimcamp).

Alguns do grupo foram presos na época.

Os ataques aconteceram em um período de 48 dias, nos dias 23 e 29 de abril, 01 e 05 de maio e no último dia 11 de junho de 2020.

Os criminosos tentaram movimentar cerca de R$ 160 mil das contas das vítimas e só não conseguiram todo o valor porque os bancos, estranharam as transferências de alto valor e bloquearam as contas.

Outras notícias