A polêmica sobre a reabertura das escolas em São Paulo continua e ganhou um novo capítulo nesta última terça-feira, dia 08/09. Campinas e Piracicaba informaram que não vão abrir as unidades escolares para as aulas de reforço.

As aulas de reforço foram uma alternativa encontrada pelo Governo do Estado para que os alunos já possam voltar para as escolas de forma gradual, o que deveria ter começado ontem.

Mais de 120 cidades do interior paulista reabriram as portas nesta última terça para as aulas de reforço. As aulas presenciais deverão ser retomadas no dia 7 de outubro, porém a decisão do retorno ficará a cargo de pais, alunos e escolas.

Já não é novidade que as escolas particulares deverão reabrir as portas assim que for possível, conforme dito por diversos diretores ao longo da pandemia do novo coronavirus.

Em Campinas havia uma possibilidade das aulas serem retomadas de forma gradual a partir de 15 de setembro, porém essa data já foi vetada pelo prefeito Jonas Donizette. Uma nova data ainda deverá ser marcada em breve.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Detran.SP retoma avaliações teóricas para emissão de Carteira de Habilitação