Maria Fumaça entre Campinas e Jaguariúna pode ser paralisada por falta de passageiros

 Maria Fumaça entre Campinas e Jaguariúna pode ser paralisada por falta de passageiros

Os serviços turísticos da Maria Fumaça, trem de ferro a vapor que faz o trajeto entre Campinas e Jaguariúna, poderão ser paralisados em razão da pandemia do novo coronavirus.


Desde que o serviço voltou a funcionar, depois de ficar meses paralisado por causa da pandemia, a procura tem sido muito pequena e por isso o valor arrecadado com os ingressos é insuficiente para cobrir os custos operacionais.

Todos os meses a Associação Brasiliera de Preservação Ferroviária, responsável pela operação, precisa de pelo menos R$ 150 mil para o pagamento de salários, manutenção dos trens e compra de lenhas.

A associação tem 21 funcionários que estão afastados e recebendo o auxílio emergencial do governo federal, que acaba neste mês de janeiro. Como não há recursos públicos na associação, os recursos vêm exclusivamente da venda de ingressos.

A recuperação de locomotivas e vagões, em sua maioria, é feita por meio de trabalhos voluntários. A ABPF tem uma grande coleção de veículos ferroviários resgatados de companhias antigas e vários estão na estação Anhumas, em Campinas.

Da Redação ODC.
Fonte: CBN
Leia também: Governo do Estado quer início das aulas em 1 de fevereiro, e de forma obrigatória

Outras notícias