Menino de 3 anos é encontrado morto dentro de apartamento; Mãe é suspeita do crime

 Menino de 3 anos é encontrado morto dentro de apartamento; Mãe é suspeita do crime

Um menino de três anos foi encontrado morto com vários ferimentos pelo corpo dentro da própria casa no bairro da Bela Vista, em São Paulo.

De acordo com informações, a mãe do menino Gael de Freitas Nunes teria tido um surto psicótico e acabou matando o próprio filho.

Ela foi presa na madrugada desta última terça-feira, dia 11/05, depois de prestar depoimento em uma delegacia local. O menino foi encontrado desacordado pela tia-avó, que também mora no apartamento. No local também mora a irmã do menino.


Quando foi socorrido pelo Samu, Gael já estava em parada cardiorrespiratória. A policia militar, que atendeu a ocorrência, disse que a mãe da criança estava em surto psicótico e precisou ser atendida no Hospital do Mandaqui.

Em conversa ao médico que a atendeu, a mãe da criança não respondeu nenhuma pergunta. Apenas a avó e a irmã respondiam aos questionamentos. Depois do caso, a mãe, como estava em choque, precisou ser levada para um hospital psiquiátrico.

No depoimento que deu à polícia, a tia-avó deu alguns detalhes sobre como tudo aconteceu. Ela informou que deu mamadeira para a criança por volta das 7h e as duas ficaram na sala assistindo à televisão. Após alguns minutos, o garoto foi até a cozinha. A tia-avó disse que começou a ouvir choros, mas achou que ele estava apenas pedindo colo para a mãe.

Cerca de cinco minutos depois, começou a ouvir barulhos fortes de batidas na parede e acreditou que viriam de outro apartamento. Após dez minutos, ela passou a ouvir o barulho de vidro quebrando na cozinha e, quando chegou ao cômodo, a criança estava deitada no chão com vômito e coberta por uma toalha de mesa.

A testemunha conta que perguntou à mãe o que teria acontecido, mas ela não respondeu. A tia-avó pediu ajuda da irmã do menino, que ligou para o Samu. Após a chegada dos socorristas, a criança foi levada até a Santa Casa em parada cardiorrespiratória, mas morreu no hospital.

Ainda segundo a tia-avó, a mãe do garoto já foi internada outras vezes. A tia não soube dizer, no entanto, se as internações foram por motivos psiquiátricos.

O tio de Gael, Reumir Freitas, também tenta entender o que teria ocorrido no apartamento. “Talvez um descontrole emocional, talvez um surto, então fica para os médicos, para profissionais do processo apuraram qual a verdade”, disse.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Leia também: Bandido vestido com farda, fã de Rambo, assalta supermercado com pistola de cola quente

Outras notícias