Mercado imobiliário prevê bom desempenho em 2021

     Mercado imobiliário prevê bom desempenho em 2021

    O desempenho positivo do mercado de loteamentos em Campinas tende a se consolidar também em 2021.

    Segundo a pesquisa “Mercado de Loteamentos do Estado de São Paulo”, encabeçada pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP), somente no primeiro semestre do ano passado foram comercializados 4.172 terrenos na região.

    O volume de negócios, que configura a liderança da região no Estado, é ainda mais notável quando se considera um ano marcado por um cenário econômico nebuloso diante da pandemia de covid-19.


    Para 2021, as perspectivas são ainda mais promissoras, avalia Junior Cabrino, sócio-presidente da Montana, que junto com a Montante Urbanismo está à frente do Bela Aliança Bairro & Parque.

    Em 2020, o loteamento localizado na Região do Campo Grande, em Campinas, atingiu o Valor Global de Vendas (VGV) de R$ 90 milhões.

    “Até maio deste ano, devemos alcançar outros R$ 30 milhões”, projeta.

    Com o conceito de bairro planejado, no ano passado o Bela Aliança chegou a 100% da comercialização de vendas da fase inicial do loteamento.

    “A fase 2 teve um resultado bem mais acelerado do que previsto inicialmente”, afirma. Até maio, a perspectiva é negociar mais 200 terrenos que, segundo Cabrino, representam 70% das vendas nesta etapa.

    “A partir daí, já podemos iniciar o plano de lançamento da fase 3”, diz.

    A pandemia trouxe muitas reflexões sobre a forma de morar.

    Nesta linha, os imóveis horizontais distantes dos aglomerados urbanos e localizados próximos a áreas verdes, com grandes espaços comuns para convivência, acabaram por evidenciar uma tendência atual de morar bem nas grandes cidades.

    “Além de notarem que as residências precisam ser adaptadas de acordo com a nova realidade das famílias, como espaço, inclusive para home office, as pessoas perceberam que construir de forma planejada seria o melhor caminho”, observa Cabrino.

    “Como os preços de um loteamento aberto totalmente planejado são menores que os de condomínios fechados, os consumidores de áreas centrais mais aglomeradas começaram a buscar alternativas como o Bela Aliança, pois além de preço, encontram a área ambiental da Unidade de Conservação Parque Natural Municipal do Campo Grande por perto, com clima de vida mais saudável, e contam com um hub de serviços importantes no entorno”, completa o empresário.

    Bairro planejado

    Localizado em uma das principais avenidas de Campinas (Av. John Boyd Dunlop), com fluxo de mais de 40 mil veículos na porta, o loteamento está próximo do Shopping Parque das Bandeiras e será servido por duas estações e um terminal do BRT (Bus Rapid Transport), além de ficar perto do Hospital e Maternidade da PUC-Campinas e da Rodovia dos Bandeirantes.

    Como bairro planejado, o empreendimento preza por qualidade de vida e pela infraestrutura oferecida a moradores e investidores.

    Dois malls, um supermercado e dezenas de negócios vão funcionar nas áreas comerciais.

    Em termos de segurança, reforça Júnior Cabrino, o Bela Aliança vai contar com uma base da Guarda Municipal e câmeras integradas ao CIMCamp (Central de Monitoramento de Campinas).

    Uma estrutura completa de lazer será oferecida no Parque Recreativo.

    Academia ao ar livre, campo de futebol gramado, quadras de areia, jardim com mesas de jogos, espaço kids ecológico são alguns equipamentos oferecidos nesse complexo.

    Além disso, será construída uma ciclovia com 8 quilômetros de extensão e uma pista de 5 quilômetros para caminhada.

    Da Redação ODC.
    Leia também: Ônibus da linha 224 bate em poste na Vila Industrial em Campinas; Motorista está em estado grave

    Outras notícias