A liderança de Dário Saadi nas pesquisas de intenção de voto em Campinas, empatado com Rafa Zimbaldi, já começa a gerar uma onda de mentiras nas redes sociais.

O Ministério Público Eleitoral negou que esteja movendo uma ação pedindo a cassação da candidatura de Dario por suposta compra de votos.

Nas redes sociais está circulando há pelo menos dois dias a cópia de uma ação citando o nome de uma promotora, porém a ação não está nem assinada por ninguém.

A tal compra de votos teria acontecido durante uma ação de consultas médicas gratuitas que aconteceu na região do Ouro Verde no dia 26 de setembro.

O candidato disse que já faz essa ação há pelo menos 20 anos e que isso já é um compromisso dele como médico, independentemente de eleições.

Da Redação ODC.
Fonte: CBN
Leia também: Ceprocamp abre 645 vagas para cursos gratuitos em Campinas; Veja quais são