Morte do técnico Vadão aos 63 anos comove profissionais e fãs do futebol

 Morte do técnico Vadão aos 63 anos comove profissionais e fãs do futebol

O ex-técnico do Guarani e da Ponte Preta, Osvaldo Alvarez, morreu na tarde desta última segunda-feira, dia 25/05, no Hospital Albert Einstein em São Paulo.

Vadão, como era mais conhecido, estava lutando desde o começo do ano contra um câncer no fígado, que acabou se alastrando para outros órgãos.

A doença foi descoberta durante um exame de rotina feito no final do ano passado e desde então começou o tratamento. Houve uma pequena melhora durante um período mas a situação logo se agravou.


Oswaldo Fumeiro Alvarez, seu nome de batismo, tinha 63 anos e deixou a esposa, dois filhos e dois netos. O sepultamento ocorreu hoje, em Monte Azul Paulista.

Além de técnico de vários times, Vadão dirigiu a seleção brasileira feminina. Foi ele o responsável por dar oportunidade ao jogador Kaká durante sua passagem pelo São Paulo. O técnico também passou pelo Corinthians, entre outros clubes.

A morte de Vadão foi muito lamentada por vários clubes de todo o país e mereceu homenagem da CBF e da FIFA. Em Campinas ele disputou 9 dérbis, sendo 4 pela Ponte e 5 pelo Guarani, e não perdeu nenhum.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Confira o que abre e o que fecha neste megaferiado de três dias em Campinas

Outras notícias