Mais um caso de racismo movimentou a Polícia Militar, desta vez na cidade de Confins, região metropolitana de Belo Horizonte. O caso aconteceu na sexta-feira, dia 28/08.

Uma jovem de 28 anos que trabalha em um restaurante localizado no saguão do Aeroporto de Confins foi chamada de “macaca” por uma cliente.

A cliente teria questionado o valor de um lanche e começou uma discussão. Clientes e outros funcionários testemunharam tudo. Quando a Polícia chegou ao local, a mulher ficou alterada.

Ela começou a dizer que “era filha de um subtenente, que os policiais eram um bando de folgados e que iria tirar o sangue dos policiais”.

Ao receber voz de prisão, a cliente tentou fugir correndo e precisou ser algemada pois tentou morder e arranhar os policiais. Ela estava com três filhos, que foram entregues para o pai pelo Conselho Tutelar.

Além disso, a mulher estava com dois celulares e dois chips, que foram apreendidos. A concessionária BH Airport informou que “repudia todo e qualquer ato de descriminação racial”.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Campinas voltará a ter Poupatempo no Centro, agora no prédio da prefeitura