Mulher é acusada de furtar chinelo em supermercado e sofre infarto na sequência

 Mulher é acusada de furtar chinelo em supermercado e sofre infarto na sequência

Uma mulher de 75 anos que tinha sido acusada de furtar um chinelo em um supermercado de Brasília, sofreu um infarto e foi encaminhada para uma UTI de um hospital local.

O caso aconteceu no último sábado, dia 28/11. A família da mulher registrou um boletim de ocorrência por calúnia contra a rede atacadista Super Adega.

No Boletim de Ocorrência está registrado o seguinte: “Após passar todas as compras, cujo valor foi mais de R$ 600,00, [a funcionária do caixa] teria lhe perguntado se ela iria pagar as sandálias que ela furtou também”.


Depois disso a mulher começou a ficar nervosa e explicou que o chinelo era um presente da filha. Mesmo assim a caixa chamou a segurança para que provasse que não era um produto de furto.

Um fiscal pediu desculpas pelo ocorrido e disse que a mulher era muito parecida com outra que tinha o costume de furtar sandálias no local. A mulher passou mal quando estava a caminho da delegacia.

A rede atacadista divulgou uma nota onde pede desculpas à mulher, que preza pelo bom relacionamento com todos os seus clientes e que é um grupo sério.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro.
Leia também: Soldado da PM salva criança engasgada em Limeira

Outras notícias