Mulher faz vídeo mostrando partes íntimas para falso médico e passa a ser chantageada

 Mulher faz vídeo mostrando partes íntimas para falso médico e passa a ser chantageada

Um falso médico que ofereceu uma consulta à distância para uma mulher grávida e depois começou a chantageá-la. O caso aconteceu na cidade russa de Kaluga.

A mulher estava tentando marcar uma consulta com um ginecologista, porém por causa da quarentena local, as consultas desse tipo estão vetadas pois não são consideradas essenciais.

Assim, ela procurou ajuda em um fórum na internet, quando um homem se identificou como o ginecologista Arnold Karapetyan. Ele cobrou o equivalente a R$ 200,00 por uma consulta online.


O falso médico disse que a mulher poderia estar com herpes genital, já que ela estava com muita coceira. Dessa forma, Arnold pediu para que a mulher gravasse um vídeo exibindo a vagina na mesma posição que em um consultório.

Desconfiada, ela procurou o site do médico e não viu nenhum problema. Gravou um vídeo de 40 minutos e mandou para Arnold, que ao receber se revelou e disse que ela deveria pagar o equivalente a R$ 15 mil para não ter o vídeo divulgado na internet.

A mulher procurou um advogado e descobriu que o nome e a foto usadas no site eram de um médico real, mas o golpista era outra pessoa. Ela disse estar envergonhada por ter acreditado em tudo isso. A polícia local segue investigando o caso.

Da Redação ODC.

Fonte: Meio Norte

Leia também:

Outras notícias