Mulher “pede pizza” para o 190 e chama polícia para seu companheiro agressivo

 Mulher “pede pizza” para o 190 e chama polícia para seu companheiro agressivo

O caso de uma mulher que entrou em contato com a Polícia Militar para “pedir uma pizza” acabou viralizando e repercutiu em todo o país.

Na verdade a mulher estava em perigo e clamava por ajuda, mas como seu companheiro violento estava em casa, precisou disfarçar ao chamar os policiais.

Tudo aconteceu na cidade de Andradina, interior paulista. Veja abaixo como foi toda a chamada feita pela mulher à polícia local:


Atendente: “Polícia Militar, emergência.”

Vítima: “Boa noite, tem como vocês entregarem uma pizza, fazendo o favor?”

Atendente: “A senhora está ligando para a Polícia Militar.”

Vítima: “Eu sei. Andradina.”

Atendente: “Qual o seu nome?”

Vítima: .”Não.”

Atendente: “Tem alguém armado aí? Faca?”

Vítima: “Mais ou menos. Traz uma pizza de pepperoni”

Atendente: “Você precisa de socorro médico ou não?”

Vítima: “Não.”

Atendente: “Ok, foi cadastrada a ocorrência.”

Vítima: “Obrigada.”

Atendente: “Disponha.”

O policial que atendeu o caso disse que percebeu que algo estava errado: “A solicitante pediu uma pizza. No momento indaguei que se tratava da Polícia Militar. Ela confirmou que sabia que ligava para a Polícia Militar. Pelo tom de voz eu percebi que algo não estava normal, aparentava estar com medo e receio de que algo poderia acontecer”,

Quando a polícia chegou ao local o agressor já tinha ido embora. A polícia disse que a moto que estava no local era fruto de furto e que o homem já tinha ficado preso por mais de 20 anos e que antes de sair ameaçou a mulher e os filhos de morte.

O caso foi registrado em uma delegacia local como ameaça, apreensão de veículo furtado e violência doméstica.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Leia também: Carro “abraça” poste em gravíssimo acidente no Cidade Singer

Outras notícias