Mulher sofre dois AVCs depois de ser picada por cobra venenosa no litoral paulista

 Mulher sofre dois AVCs depois de ser picada por cobra venenosa no litoral paulista

Uma senhora de 63 anos de idade foi picada por uma cobra na cidade de Itanhaém, litoral paulista, e acabou sofrendo dois acidentes vasculares cerebrais por conta do veneno.

No momento Maria de Fátima Barbosa Greca está internado em uma UTI. Ela foi picada por uma cobra da espécie jararacuçu.

De acordo com o marido da vítima, ele ouviu a esposa chamando pelo filho e logo na sequência saiu para verificar o que estava acontecendo.


Assim que foi picada, Maria de Fátima foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento local, onde recebeu um soro para neutralizar o veneno, mas na noite do mesmo dia passou a sentir formigamento no braço e na perna.

A vítima foi transferida para um hospital local, onde precisou ser entubada, mas como não havia separação de alas entre pacientes infectados com o novo coronavirus, acabou sendo novamente transferida, dessa vez para um hospital na Praia Grande.

Esse tipo de cobra é comum na região por habitar em áreas de mata atlântica. De acordo com o biólogo Eric Comin, a jararacuçu tem por hábito ficar no sol durante o dia e se alimenta de aves e roedores.

Da Redação ODC.

Outras notícias