Notícias falsas sobre vacina contra a Covid-19: Cuidado com o que é espalhado

 Notícias falsas sobre vacina contra a Covid-19: Cuidado com o que é espalhado

Muita gente desocupada nessa quarentena resolve ficar em casa apenas para espalhar falsas notícias e levar pânico às pessoas de bem que estão fazendo tudo para evitarem o novo coronavirus.

Uma das notícias distorcidas que esses desocupados estão espalhando é sobre a morte de um médico por Covid-19 mesmo depois dele ter tomado a primeira dose da vacina.

O problema é que mesmo com a primeira dose aplicada, a pessoa não está imune ainda, pois não houve tempo hábil para a criação de anticorpos suficientes. Por isso, a pessoa fica imune apenas dias depois de ser aplicada a segunda dose.


Do jeito que a notícia foi publicada e espalhada por outras pessoas que acreditam em falsas notícias, é que a vacina não serve para nada, e que tudo é uma grande farsa, grande narrativa dos negacionistas.

Além disso, mesmo que a pessoa seja vacinada em um determinado momento, pode ser que ela já tinha se contaminado até 14 dias antes, ou seja, o problema não é a vacina, e sim a infecção anterior.

Para que todos possam voltar à vida normal, é necessário que o maior número de pessoas sejam vacinadas. E lembrando que pessoas vacinadas podem transmitir o vírus para quem ainda não foi, ou seja, se uma pessoa se recusar a tomar a vacina, ela poderá continuar com chances de infecção.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Mulher acusa e arrasta adolescente autista por corredor de condomínio

Outras notícias