A prefeitura de Campinas fez no ano passado, por meio da Emdec, uma licitação para modernizar os pontos de ônibus da cidade, que terminou com a contratação de uma empresa que está fazendo a instalação das novas paradas, todas envidraçadas, com internet sem fio e iluminação.

O problema é que alguns desses pontos já foram vandalizados e emporcalhados por pessoas sem noção que colam recados como se o ponto fosse classificados de jornal. A manutenção dos pontos deve ser feita pela empresa contratada para a instalação.

Nos dois últimos anos, a Emdec detectou pelo menos duas mil colagens irregulares e 1500 pichações feitas por vândalos. Um dos anúncios era de uma operadora de telefone celular dando um recado sobre “filas” durante a pandemia, ou seja, totalmente sem noção.

Os atos de vandalismo e colagem de anúncios irregulares rende multa por ser considerado crime contra o patrimônio público. O valor da multa é de R$ 750 reais e em caso de reincidência, dobra.

As multas são aplicadas de acordo com as informações que constam nos próprios anúncios, ou seja, telefones, endereços, ou qualquer outra informação que leve até os criminosos.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Maleta misteriosa é deixada no estacionamento de agência da Caixa em Campinas