Número de cirurgias plásticas crescem no Brasil. Veja informações necessárias antes de fazer uma

0
18

O brasileiro está cada vez mais vaidoso. Não é à toa então que o número de pessoas procurando por cirurgias plásticas no país cresce a cada ano. Para se ter uma ideia do tamanho desse crescimento, hoje o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de cirurgias plásticas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, de acordo com dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS). Porém, de acordo com a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), se você está entre as pessoas interessadas em passar por uma cirurgia plástica, é importante saber algumas coisas antes de realizá-la para garantir que o procedimento ocorra sem complicação.

Confira abaixo as dicas da especialista:

Escolha o profissional corretamente – Para evitar complicações e riscos à saúde, é fundamental que você se certifique de que o procedimento será realizado por um profissional especializado, que deve possuir habilitação em cirurgia plástica e credenciais para execução segura do procedimento. “Para ter certeza disso, uma boa dica é visitar o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Lá é possível pesquisar o nome do médico que realizará o procedimento e verificar se ele está devidamente credenciado junto à instituição. Além disso, vale a pena também procurar por outras pessoas que já tenham passado por procedimentos com o seu médico e verificar qual foi a experiência delas”, recomenda a médica.

Converse com seu médico – Ao contrário do que muitos pensam, os procedimentos cirúrgicos, independentemente de sua finalidade, não são nada simples. Por isso, antes de toda e qualquer cirurgia plástica, e até mesmo de procedimentos estéticos menos invasivos, é fundamental que você aproveite as consultas para esclarecer todas as suas dúvidas. “Pergunte sobre o tipo de anestesia, o tempo da cirurgia, se é necessário internação, como será o pós-operatório, quais são os riscos do procedimento, como serão as cicatrizes e quais os resultados esperados. Além disso, comunique seu médico sobre qualquer tipo de alergias ou doenças que você tenha e medicamentos que você use”, afirma a especialista. “Porém, é importante também que você escute seu médico, já que apenas ele poderá realizar uma avaliação e dizer se o procedimento que você deseja realizar é realmente o mais adequado para o seu caso. Caso contrário, ele poderá oferecer alternativas ao tratamento.”

Verifique as condições do local onde a cirurgia será realizada – “Fique atento se o médico indicar que a cirurgia plástica seja realizada em apartamentos, residências ou clínicas de estética, pois esses locais não possuem a estrutura adequada para realização de procedimentos médicos. De modo geral, o ambiente hospitalar é o lugar mais seguro para realização de qualquer procedimento cirúrgico e o único local onde as cirurgias plásticas devem ser realizadas.”

Siga os cuidados recomendados para o pré-operatório – A segurança e o sucesso do procedimento não dependem apenas do médico e da operação, sendo o período pré-operatório também de extrema importância para evitar problemas durante e depois da cirurgia. Por isso, é fundamental que você realize todos os exames solicitados por seu médico e tome alguns cuidados antes de entrar na sala de cirurgia. “Dessa forma, é fundamental, por exemplo, que você pare de fumar, interrompa o uso de medicamentos anticoagulantes, como a aspirina, mantenha uma dieta balanceada, hidrate-se, pratique exercícios físicos sem excessos e fique em jejum nas horas que precedem a cirurgia”, destaca a Dra. Beatriz.

Informe-se sobre os cuidados pós-operatório – Independentemente do quão bem for a cirurgia, os resultados podem ser comprometidos caso as recomendações pós-operatórias não sejam seguidas à risca. Por isso, atente-se aos conselhos de seu médico e esclareça todas as suas dúvidas. “Geralmente, o médico recomendará que você ingira pelo menos dois litros de água por dia, mantenha uma alimentação balanceada, não fume e nem beba álcool, evite o excesso de sal e açúcar, repouse corretamente e, após certo período, pratique exercícios físicos e proteja e hidrate sua pele”, afirma a cirurgiã. De acordo com ela, o médico também poderá dar indicações específicas para o seu caso, prescrevendo medicamentos e o uso de cintas especiais. É importante também que você verifique quando serão suas consultas de retorno e compareça a todas elas, pois são fundamentais para que o médico possa avaliar como estão os resultados e o processo de recuperação, recomendando, quando necessário, a realização de retoques ou pequenas cirurgias complementares visando atingir um resultado ainda melhor.

Saiba o que esperar após a cirurgia – É fundamental que você pergunte ao médico quais as complicações e possíveis sintomas que podem surgir após a realização do procedimento cirúrgico. Dessa forma, você poderá diferenciar as alterações naturais do organismo daquelas que devem ser alertadas ao médico imediatamente. Por exemplo, o inchaço da região operada, assim como o surgimento de alguns hematomas, é algo perfeitamente normal após cirurgias plásticas, desaparecendo após alguns dias, semanas ou meses, dependendo do tipo de intervenção. “Pode haver também descoloração cutânea da área operada, que raramente é permanente, sendo necessário que você utilize filtro solar diariamente nos meses que seguem o procedimento. Dores pós-operatórias também são esperadas, podendo variar de intensidade de acordo com o tipo da cirurgia. Qualquer tipo de alteração que fuja dessas citadas devem ser comunicadas ao médico imediatamente, pois podem ser sinal de algo está errado com o seu organismo”, finaliza a Dra. Beatriz Lassance.

Fonte: Dra. Beatriz Lassance – Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui