Obras do “Superviário” de Hortolândia entra em nova etapa, agora no Centro

 Obras do “Superviário” de Hortolândia entra em nova etapa, agora no Centro

Foto: PMH

Todos os dias, as obras avançam e a construção do “Superviário”, realizada pela Prefeitura de Hortolândia já é realidade. Agora, o trecho do viário localizado na região central, próximo ao Assaí Atacadista, do outro lado da linha férrea, já começa a receber a base para a aplicação da massa asfáltica. O trecho é uma das extremidades da obra. A outra fica localizada sob a Ponte da Esperança (estaiada), onde, inclusive, o asfalto já foi aplicado em grande parte. Na área central, além da base asfáltica, a Prefeitura também constrói a calçada.

De acordo com a Secretaria de Obras, com quase metade dos trabalhos concluídos no “Superviário”, as máquinas também trabalham na abertura do terreno para iniciar a construção da base da ponte que ficará na rua Flamboyant (rua da Delegacia de Polícia) , estrutura que fará a ligação até a rua Pacaembu (Jd. Carmem Cristina), compondo um dos acessos ao principal eixo viário, que segue desde a avenida Amélia Basso Breda (rua da feira, na Vila Real) até a Sabina Baptista de Camargo, com transposição sobre o córrego da Vila Real. Esta etapa terá aproximadamente 1,5 km de extensão, trecho dotado de iluminação em LED, pista de caminhada e ciclovia. Além disso, as ruas de acesso aos bairros continuam sendo abertas, como a que está em construção a partir do Jd. São Jorge e Jd. Nova Hortolândia.

O maior complexo viário da cidade terá 5 km de extensão desde a Vila Real até a avenida Panaíno. Haverá, ainda, a duplicação do trecho da avenida Sabina Baptista de Camargo, desde a rua Nossa Senhora do Carmo (Jardim Minda) até o cruzamento com a avenida Carlos Roberto Prataviera (que dá acesso ao cemitério), na rotatória atrás da empresa Magneti Marelli e ao lado do Parque Socioambiental Remanso das Águas. Uma ponte será construída neste trecho, sobre o córrego que corta a via, elevando a altura da pista e evitando inundações em dias de chuva forte.


As intervenções são realizadas com recursos do Banco CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), proveniente de financiamento internacional contratado pela Prefeitura em 2018 para realização de diversas obras de infraestrutura e mobilidade urbana, ações que garantirão a retomada do desenvolvimento econômico da cidade.

A área lateral ao reservatório de contenção de enchentes que fica embaixo da Ponte Estaiada ponte será transformada em um novo espaço de convivência para desfrute da população, com equipamentos públicos de lazer e duas travessias para pedestres sobre afluentes do Ribeirão Jacuba. Haverá pista de caminhada, ciclovia, academia ao ar livre, playground, espaços de convívio com lixeiras e bancos, além de estacionamento. Ao lado desta nova área de lazer, a nova avenida prosseguirá até a avenida Panaíno, atrás do Condomínio Green Park. A obra contempla, ainda, a ligação do viário que será construído até a avenida Panaíno, com sobreposição da linha férrea.

A área ambiental terá destaque nesta obra, com a criação de um parque linear na região central, margeando a rua Luiz Camilo de Camargo, do lado direito de quem segue sentido centro, paralelo à linha férrea, desde o Remanso Campineiro, até o Parque dos Pinheiros, no cruzamento com a avenida da Emancipação. O parque linear prossegue no trecho do Jardim Carmen Cristina até a duplicação da avenida Sabina Baptista de Camargo, mantendo o padrão das áreas de lazer do município: iluminação em LED, pista de caminhada e ciclovia, espaço para implementação de academia ao ar livre e espaços de convívio em todo o trecho.

As informações são da Prefeitura de Hortolândia
Leia também: Período para alistamento militar vai até o próximo dia 30 de junho

Outras notícias