A ocupação de leitos de UTI exclusivos para o tratamento de pessoas com o novo coronavirus voltou a ter uma queda expressiva, por sinal a maior desde o mês de maio.

Dos 411 leitos instalados, 315 estão ocupados, indicando uma vacância recorde de 96 leitos. No dia anterior, eram 333 os leitos ocupados.

O SUS municipal chegou ao índice mais baixo de ocupação em meses. Dos 150 leitos instalados, 33 estão livres, indicando 78% de ocupação. Já na rede estadual são 93 instalados e 14 livres, ou seja, 84,95% ocupados

Na rede particular são 168 leitos instalados e 49 livres, uma ocupação de 70,83%. Na soma de todos os leitos, a taxa de ocupação ficou em inéditos 76,64%.

Se os números continuarem em queda até a próxima sexta-feira, dia 07/08, Campinas deverá ser alçada à fase amarela do plano de reabertura, voltando a abrir restaurantes, bares e academias.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Governo do Estado sinaliza que Campinas poderá evoluir para fase amarela na próxima sexta