Ônibus da linha 422 desce de ré, atinge casa e deixa feridos em Campinas

 Ônibus da linha 422 desce de ré, atinge casa e deixa feridos em Campinas

Foto: Wagner Souza / Especial para o ODC

Por pouco um ônibus convencional da linha 422 (Jardim Nova América/Terminal Central) causou uma tragédia, na manhã desta quarta-feira, no Jardim Irmãos Sigrist, em Campinas.

Com problemas mecânicos e desgovernado, o circular desceu a Rua Benedicto Aparecido Becker, bateu contra um poste de iluminação e só foi parar depois de bater contra o muro de uma casa, que foi derrubado junto com a grade.

Um casal de irmãos idosos, uma aposentada de 89 anos e um aposentado de 70 anos, tomava sol na área e por sorte, apenas estilhaços de tijolos e concreto voaram contra o idoso, que sofreu lesões pelo corpo. Já a idosa, não foi atingida e levou apenas susto.


O acidente aconteceu por volta das 8h30. O ônibus estava vazio e parado no ponto, passando por manutenção. A roda estava calçada, mas mesmo assim, o veículo desceu a via.

De acordo com um vizinho do casal de irmãos, o motorista Edmilson Aparecido Dezorte, de 58 anos, o motorista do ônibus estava do lado de fora do carro e pulou para o interior do veículo na tentativa de tentar pará-lo, mas não conseguiu. “Ainda bem que esta rua não é linha de ônibus e nem movimentada e era cedo”, disse.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e o Samu socorreu e levou o idoso para o Hospital Mário Gatti.

A idosa foi levada a um posto de saúde para curativos e foi liberada.

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano e Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (Setcamp) informou que o ônibus é do ano de 2018 e estava com vistoria válida na Empresa Municipal de Desenvolvimento (Emdec).

Uma sindicância interna foi aberta para apurar as causas do acidente e a empresa disse que vai cobrir as despesas médicas e prejuízos materiais dos moradores. A entidade enviou representantes ao local para acompanhar o desdobramento do caso.

Com o impacto, o muro da casa também foi afetado, mas não chegou a ser derrubado.

A CPFL foi acionada para a troca do poste e afirmou, em nota, que duas residências tiveram falta de energia. O poste que será substituído é interno e a troca será ainda hoje, sem a necessidade de interromper o fornecimento de energia para os clientes, após avaliação técnica.

A Defesa Civil realizou vistoria nos imóveis e constatou que não houve dano estrutural. Somente os muros ficaram comprometidos e não foi necessária a interdição.

Por Alenita Ramirez, Colaboração para O ODC
Fotos: Wagner Souza

Outras notícias