Operação da Secretaria da Fazenda busca empresas online que fazem comércio sem nota fiscal

56

Uma operação deflagrada pela Secretaria da Fazenda e Planejamento do Governo do Estado nesta última terça-feira, dia 28/07, teve como objetivo combater a compra e venda de produtos sem origem e sem emissão de documentos fiscais.

O foco da operação Nosbor foi o comércio digital. 23 vendedores das regiões de Campinas e de Piracicaba foram alvo dos fiscais. Em todo o Estado estão sendo investigados 420 vendedores ativos.

A movimentação de forma irregular teria chegado a R$ 728 milhões em mercadorias apenas nos 12 últimos meses. O fisco paulista identificou que os vendedores encaminham estoques aos centros de distribuição sem comprovação da origem.

Outros vendedores não emitiam as notas de saída, fazendo as mercadorias circularem sem acompanhamento. Todos serão notificados a apresentarem notas de aquisição das mercadorias vendidas ou a nota de saída.

A multa para cada operação irregular pode chegar a 50% do valor das operações mais o ICMS e o desenquadramento no Simples Nacional. As empresas fiscalizadas trabalham no sistema de marketplace, onde uma empresa menor paga uma comissão para expor seus produtos em um site maior.

Nove lojas foram alvo da operação em Campinas, 4 em Hortolândia, 4 em Valinhos e as demais ficam em Artur Nogueira, Limeira, Paulínia, Piracicaba, Santa Bárbara D’Oeste e Sumaré.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Aeronave da Azul “desenha” mapa do Brasil em rota para antecipar grande anúncio hoje