Operação Toque de Recolher em Campinas fecha 5 estabelecimentos no final de semana

 Operação Toque de Recolher em Campinas fecha 5 estabelecimentos no final de semana

A Operação Toque de Recolher em Campinas, na noite de sábado, 8 de maio, fiscalizou 122 estabelecimentos, fechou cinco e abordou 160 veículos. Além disso, os agentes orientaram 1.218 pessoas. A operação da Guarda Municipal (GM) ocorreu das 21h de sábado até 5h deste domingo.

A GM recebeu várias denúncias da comunidade em relação a pancadão, com diversos veículos e disparo de arma de fogo em uma rua da Vila Vitória. A equipe foi recebida com arremessos de pedras e garrafas e foi necessário uso de gás de pimenta e granadas de fumaça para dispersar cerca de 300 pessoas.

A GM também dispersou festas, uma com 100 pessoas que ocorria em uma rua da Chácara Cruzeiro do Sul; outra com 50 pessoas no Parque das Universidades. Também houve dispersão na Praça Integração, onde estavam 71 veículos e seis motos; e na Avenida Theodureto de Camargo, com 73 veículos. Nestas duas ações, foram dispersadas 266 pessoas.


A operação atendeu chamado de festas com som alto em residências na Vila Costa e Silva, Jardim Leonor, Jardim Garcia e Sousas. Nesses locais, com média de cinco pessoas em cada uma. A GM orientou para que o volume do som fosse baixado. A operação fechou cinco bares que estavam funcionando durante o Toque de Recolher.

Desde sábado, com a prorrogação da fase de transição do Plano São Paulo até 23 de maio, setores do comércio e serviço tiveram o horário de funcionamento estendido até 21h (antes era permitido até 20h).

As denúncias de descumprimento das regras da quarentena podem ser feitas pelo serviço 156 e do número 153, da Guarda Municipal.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Homem de 62 anos morre depois de engasgar com pedaço de pizza durante jantar

Outras notícias