Pai diz que filho morto pelas costas pela polícia não roubou motocicleta em São Paulo

479

O caso do motociclista baleado nas costas por um policial militar em São Paulo ainda está dando o que falar. De acordo com o pai do rapaz, não foi ele quem roubou a moto.

De acordo com a polícia, Nadson Igor Rodrigues de Miranda de 23 anos já tinha passagens por furto e porte ilegal de arma e foi reconhecido pelo dono da moto Kawasaki que tinha sido roubada na Avenida Nordestina.

Quem atirou nas costas de Nadson foi o cabo da Polícia Militar (PM) Claiton Marciano dos Santos, de 45 anos. De acordo com câmeras de segurança das imediações, Nadson teria se rendido e descido da moto quando foi alvejado por dois tiros.

O pai de Nadson disse que não foi seu filho quem roubou a moto, pois ele teria pego com outra pessoa apenas para “dar uma volta”. Ele teria corrido dos policiais por não ser habilitado.

A Ouvidoria da Polícia está acompanhando as investigações do caso, pois de qualquer forma, se Nadson já estava rendido, não poderia ter sido baleado. Ele morreu no hospital.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Rua 13 de Maio tem reabertura do comércio com aglomeração e muita gente em Campinas