Pais e alunos temem reprova na rede estadual de ensino por precariedade das aulas virtuais

 Pais e alunos temem reprova na rede estadual de ensino por precariedade das aulas virtuais

Pais e alunos da região de Campinas estão reclamando das dificuldades em manter os estudos à distância nas escolas da rede estadual de ensino.

Nesta última quarta-feira, dia 11/11, o Governo do Estado informou que as escolas poderão reprovar alunos que não atingirem desempenhos mínimos.

De acordo com o secretário da educação, Rossieli Soares, cerca de 15% dos alunos não entregaram atividades solicitadas nas aulas remotas e por isso poderão ser reprovados.


O secretário ainda disse que muitos estudantes se desmobilizaram ao saber que poderiam passar de ano de qualquer forma, mas não é bem isso que vai acontecer.

Um dos alunos que mora na região do Ouro Verde reclamou que a internet é muito ruim e cai toda hora, e por isso acabou perdendo várias matérias. Ele não tinha computador antes da pandemia e comprou um tablet usado.

O Governo do Estado informou que será aplicada uma avaliação em dezembro para saber o que os alunos aprenderam durante as aulas remotas e uma nova avaliação será feita em janeiro. Será necessário ter feito ao menos o mínimo de atividades passadas.

E-mails serão enviados aos familiares dos alunos informando as atividades que seguem pendentes. O calendário letivo de 2021 deverá começar em 1 de fevereiro. Professores terão 2 semanas de férias e a seguinte será para planejamento do ano. Abril e outubro deverão ter uma semana de intervalo e em julho as férias estão mantidas.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Evento com carros esportivos no Aerporto dos Amarais não terá público; Entenda por quê

Outras notícias