Plano de Campinas como Cidade Inteligente é apresentado pela prefeitura

 Plano de Campinas como Cidade Inteligente é apresentado pela prefeitura

Foto: PMC

O plano de ação 2021/2024 de Campinas como cidade inteligente foi apresentado nesta quarta-feira, 25, pelo prefeito Dário Saadi a outros prefeitos e autoridades durante o encontro virtual Connected Smart Cities & Mobility, organizado pela consultoria Urban Systems.

A reunião antecedeu a divulgação do ranking Connected Smart Cities 2021, que ocorrerá em 1º de setembro, durante um evento híbrido, transmitido de São Paulo.

O programa de Campinas está baseado em duas vertentes: o uso da tecnologia para melhoria dos serviços públicos e as intervenções urbanas que deixarão a cidade mais moderna, atraente e segura.


“Os projetos atuais são continuidade de planejamentos anteriores, e todos têm viés de tecnologia e urbanismo inteligente”, afirmou o prefeito.

Segundo dados da Urban Systems, 15,4% de todo emprego formal em Campinas é relativo às áreas de Educação e de Ciência, Tecnologia e Inovação – fazendo da cidade referência em vanguarda.

“O futuro das empresas e da economia em geral terá que passar invariavelmente pela CT&I, e Campinas está na frente. Por isso, sempre nos destacamos no Connected Smart Cities”, declarou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Adriana Flosi – que acompanhou o prefeito na apresentação.

Inovadora

Campinas é a primeira cidade do Brasil a aprovar lei orgânica de inovação, de acordo com o Marco Legal das Startups. E a Prefeitura está trabalhando arduamente em um plano municipal de desburocratização. Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico baixou de 72h para 24h o prazo de abertura de empresas, por meio do Aprova Fácil.

Quanto ao urbanismo inteligente, o plano campinense prevê o enterramento de redes, a conectividade gratuita por Wi-Fi, a implantação de ruas compartilhadas com mais espaços para circulação de pedestre e abrigos modernos de ônibus.

Já em relação à mobilidade urbana, a prioridade é gerar mais eficiência do transporte público. Para tanto, um estudo de nova concessão já está em curso. A cidade já dispõe de ônibus elétricos, faixas exclusivas com monitoramento e implantará uma rede se semáforos inteligentes até 2024, que será operada pelo Centro de Controle Operacional (CCO).

Além disso, implementará 33 Km de ciclofaixas por ano e terá um programa de redução de acidentalidade e de trânsito calmo em escolas e centros de saúde.

Quanto à saúde, especificamente, é referência nacional em vacinação contra Covid-19, entre outros aspectos, por agendar a aplicação do imunizante, evitando filas desnecessárias e aglomeração. Pretende ainda implementar a telemedicina e o prontuário eletrônico ainda nesta gestão.

Sobre a educação, trabalha no portal de gestão escolar, no portal do aluno e em chatbots, e já conta com mais de 600 vagas em cursos profissionalizantes de tecnologia ofertados por meio de parcerias como as realizadas com o Sebrae.

No quesito Segurança Pública, conta com os programas Guarda Amigo da Mulher, com o Monitora Campinas, e lançará nesta quarta-feira o dispositivo para que mulheres possam acionar em caso de assédio sexual em ônibus.

O encontro

A pauta principal do Connected Smart Cities & Mobility foi apresentar o Plano de Desenvolvimento de Cidades Inteligentes para as cidades participantes, tomando por base os dados registrados no Ranking Connected Smart Cities de 2020.

“Os encontros e outras atividades permitem que o debate e as boas práticas para as cidades e a mobilidade urbana alcancem mais municípios”, disse Paula Faria, CEO idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility.

As discussões focaram 11 eixos temáticos: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, educação, saúde, segurança, energia, empreendedorismo, tecnologia e inovação, governança e economia, priorizando sempre a realidade local de cada cidade.

Além do prefeito Dário Saadi e da secretária Adriana Flosi, participaram o PhD Newton Frateschi, responsável pela CT&I da SDE; a diretora de projetos estratégicos e de cidades inteligentes da Emdec, Mariana Savedra Pfitzner; o secretário de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de São Paulo, Marco Vinholi; o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis; a prefeita de Votorantim, Fabíola Alves, entre outras autoridades.

Esta é a 7ª edição do ranking cidades inteligentes. Campinas participa desde a criação, em 2015.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Campinas castra 600 cães e gatos em uma semana

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *