Plano SP: a partir de 1º de junho, restaurantes podem abrir até às 22h

 Plano SP: a partir de 1º de junho, restaurantes podem abrir até às 22h

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (19) mais um avanço do Plano São Paulo de combate ao coronavírus.

A partir do dia 01/06, o Estado passará para uma nova etapa do plano, com ampliação do atendimento presencial para 6h e 22h, até 60% da capacidade de ocupação nos comércios e torque de recolher de 22h às 5h.

Saiba quais são os detalhes

  • Atividades comerciais: atendimento presencial entre 6h e 22h
  • Atividades religiosas: atividades presenciais individuais e coletivas
  • Serviços gerais (restaurantes, cultura, salões de beleza, academias): Atendimento presencial entre 6h e 22h
  • Até 60% da capacidade de ocupação dos estabelecimentos
  • Toque de recolher de 22h às 5h

A nova flexibilização da quarentena ocorre em meio ao aumento de 11% dos casos de covid-19 entre a 18ª e 19ª semanas epidemiológicas da pandemia.


A 19ª semana, encerrada em 15 de maio, teve 12.573 novos registros em todo o estado. Já a anterior fechou com o 11.320 novos casos.

Em relação às internações, o crescimento foi de 2,6%.

A semana 19 teve 2.303 pacientes internados, enquanto a anterior fechou com 2.244.

Coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19 estadual, João Gabbardo afirmou nesta quarta-feira que prevê uma “situação de estabilidade e possível aumento” dos números da pandemia para as próximas quatro semanas. Segundo ele, no entanto, o crescimento será pequeno.

“A gente tem uma previsão de um pequeno aumento das internações que não vai chegar nem próximo do que nós tínhamos na fase mais dura de enfrentamento da pandemia em São Paulo”, disse Gabbardo.

Outras notícias