Polícia Militar dispersa várias pessoas aglomeradas em todo o Estado de São Paulo

 Polícia Militar dispersa várias pessoas aglomeradas em todo o Estado de São Paulo

Em ambas as situações, os trabalhos foram realizados pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), do Departamento de Operações Especiais de Polícia (Dope), em apoio ao comitê de blitze, criado pelo Governo de São Paulo para reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas restritivas contra a pandemia e atuar contra festas clandestinas e aglomerações.

Depois das 23 horas de anteontem (11), os agentes foram até uma casa noturna na Vila Guilherme e flagraram, aproximadamente, 100 pessoas no local sem o distanciamento social necessário e parte dos presentes sem o uso da máscara de proteção, descumprido o Decreto Estadual que visa a combater a disseminação do Covid-19.

Equipes da Vigilância Sanitária e Procon acompanharam os trabalhos e realizaram as respectivas autuações. Todos as pessoas encontradas no local foram qualificadas e a maioria liberada para evitar aglomeração.


No espaço, foram encontradas e apreendidos cinco máquinas de cartão, um notebook, uma mesa de som, um simulacro de arma de fogo de madeira, uma algema, duas facas, além de um celular, e exames periciais foram solicitados ao Instituto de Criminalística (IC).

Durante a ação, um homem empurrou um policial que tentava deter uma suspeita pela prática de furto e ambos – o homem e a investigada – foram detidos, assim como o proprietário do estabelecimento, e levados ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), da Polícia Civil, juntamente com algumas testemunhas.

O trio foi autuado em flagrante por infração de medida sanitária preventiva e desacato por meio de um termo circunstanciado (TC) encaminhado posteriormente ao Juizado Especial Criminal (Jecrim).

Segundo flagrante

Na madrugada de hoje (12), equipe do Garra/Dope flagraram outra festa clandestina em uma casa de show na Casa Verde.

No local, havia cerca de 169 pessoas aglomeradas e parte delas sem o uso da máscara de proteção.

Equipes da Vigilância Sanitária e Procon acompanharam os trabalhos e realizaram as respectivas autuações, sendo todos os presentes qualificados e a maioria liberada para evitar aglomeração.

Na ação, foram encontradas e apreendidas oito máquinas de cartão e duas mesas de som, e exames periciais solicitados ao IC.

O proprietário do local foi detido e levado ao DPPC, juntamente com testemunhas, sendo autuado por infração de medida sanitária preventiva por meio de um TC encaminhado posteriormente ao Jecrim.

As informações são da Secretaria Estadual da Segurança.
Leia também: Sanasa interrompe fornecimento de água em bairros do distrito do Ouro Verde nesta quarta, dia 14/07

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *