Polícia prende ‘ministro do evangelho’ por 4 roubos em Sousas

 Polícia prende ‘ministro do evangelho’ por 4 roubos em Sousas

Um ministro do evangelho, de 31 anos, foi preso preventivamente na tarde desta quarta-feira (04/2) suspeito de cometer ao menos quatro roubos à mão armada, em um período de dois meses, no distrito de Sousas, em Campinas.

Anderson Jefferson Tenório Alves foi preso em Hortolândia, após policiais civis do 12º Distrito, confirmarem a participação dele nos crimes e conseguir na Justiça mandado de busca, apreensão e prisão.


De acordo com os investigadores, Alves agia sozinho, com uma pistola prata, e seu alvo eram estabelecimentos comerciais. Ele era tão ousado que usava apenas máscara de proteção facial. Suas ações aconteciam em qualquer horário do dia.

O ministro evangélico rendia preferencialmente funcionários e roubava dinheiro, objetos de valores e celular da vítima.

Em uma das ações, em 14 de janeiro, ele invadiu uma loja de celulares em uma galeria do distrito e uma loja de costura, se passando por cliente, e levou ao menos 14 celulares e diversos relógios, além de dinheiro.

No dia, até o helicóptero Águia da Polícia Militar (PM) foi acionado para apoiar as buscas feitas por diversas viaturas, mas mesmos assim Alves conseguiu fugir pelo rio e despois se arrastando pela linha férrea. “Conseguimos identificá-lo pelas imagens, pelas tatuagens e também pelo reconhecimento das vítimas”, disse o delegado José Roberto Rocha Soares.

Além das duas lojas, o suspeito também assaltou um posto de combustível e um salão de beleza, este último em uma galeria.

De acordo com os policiais, o ministro evangélico tem passagem criminal por tráfico de drogas e retornou a Campinas há dois meses. Ele estava morando no Nordeste.

O homem tem diversas tatuagens pelo corpo, inclusive na mão e braços os desenhos trazem mensagens bíblicas.

De boa aparência, o suspeito se apresenta como ministro de oração, tem carteirinha de ministério, e, inclusive, tem uma página no Facebook com o número de um celular, onde postas apenas frases que remetem a Deus. “Levamos um tempo para descobrir onde ele estava, pois sempre muda de endereço. O pai dele mora na Vila Santana e a mãe no Jardim Itatiaia”, contou um investigador, cujo nome foi preservado.

Outras notícias