Depois do arroz, preço do leite vai às alturas

 Depois do arroz, preço do leite vai às alturas

Quem vai ao mercado já notou que o preço do leite está nas alturas. O litro chega a custar, em Campinas, até R$ 4,30, dependendo da marca e do supermercado.

Uma pesquisa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP de Piracicaba, aponta que, desde o início do ano, o preço do litro do leite no campo acumula alta de mais de 42,9%.

Os meses de junho e agosto foram os piores nesse sentido. E o reflexo chegou aos consumidores, que já pagam mais de 10%.


A baixa qualidade das pastagens em decorrência da estiagem, o aumento dos custos de produção e os efeitos associados à pandemia da covid-19, que resultaram em mais consumo de leite e derivados, explicam essa alta no preço, de acordo com o Cepea.

Apesar desses números assustadores, o Cepea aponta que a tendência de alta deve passar ainda no final de setembro, já que termina a entressafra.

A indústria tem aumentado a importação de lácteos para diminuir a competição entre elas para compra de matéria-prima e também pra conseguir ter um maior volume de estoque pra fazer as negociações, o que pode ajudar a reduzir o preço.

Outras notícias