Uma grande polêmica envolvendo declarações do prefeito de Itajaí, em Santa Catarina, movimentou as redes sociais ao longo desta última terça-feira, dia 04/08.

Voltei Morastoni disse que a cidade vai fazer parte de um estudo para usar ozônio no tratamento de pacientes contaminados pelo novo coronavirus. A aplicação vai ser via retal.

Apesar de ainda não ter a eficiência comprovada cientificamente, a técnica é usada apenas em caráter experimental e em casos muito específicos, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.

A aplicação do ozônio pode ser feita via intravenosa, porém é dez vezes mais cara do que a retal, por isso será usada a técnica mais barata nos testes em pacientes da cidade catarinense. Governador Valadares em MG também já está fazendo testes.

O uso do ozônio no corpo humano visa melhorar a oxigenação do sangue, facilita o transporte de glicose para as células e é bactericida, além de proteger o sistema imunológico. O ozônio também combate inflamações e dores crônicas.

A Associação Brasileira de Ozonioterapia é quem conseguiu a autorização junto ao Conselho Nacional de Ética e Pesquisa para iniciar os estudos com pacientes ambulatoriais e com já internados com Covid-19.

Da Redação ODC.
Fonte: UOL
Leia também: Governo do Estado sinaliza que Campinas poderá evoluir para fase amarela na próxima sexta