As alterações propostas para o Código de Trânsito Brasileiro estão sendo contestadas pela Frente Nacional dos Prefeitos, a FNP, cujo presidente é Jonas Donizette, de Campinas.

Uma carta foi enviada ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, onde são feitas contestações. A votação das alterações está prevista para o decorrer do dia de hoje, 18/08.

Hoje, algumas infrações que deverão ser consideradas apenas com advertência são punidas com multas. Pelo projeto, caso as infrações sejam leve ou média e não houver reincidência na mesma infração nos últimos 12 meses, será aplicada apenas uma advertência.

Alguns exemplos foram dados como: dirigir e falar ao celular ao mesmo tempo pode aumentar o uso do aparelho, podendo gerar acidentes. Estacionamento em guia rebaixada pode prejudicar os pedestres e conversão à direita com o sinal vermelho pode aumentar a quantidade de acidentes.

No mesmo projeto há a obrigatoriedade das prefeituras manter e operar escolinhas de trânsito. A FNP pede recursos federais para a manutenção. Sobre tudo, o Senado não havia se pronunciado até o final da tarde de ontem.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: CPFL Paulista abre 80 vagas de estágio para Campinas e para Indaiatuba; Veja como participar