Prefeitura de Campinas acaba com Estado de Emergência por causa da dengue

Publicado em:

Com a queda nos números de pessoas infectadas com dengue, a prefeitura de Campinas decidiu acabar com o Estado de Emergência que havia sido decretado na cidade em 7 de março.

O pico da transmissão da doença aconteceu entre os dias 7 e 13 de abril. Com a queda na temperatura, a transmissão da doença também entrou em declínio. Até agora foram registrados 107.557 casos e 37 mortes.

Para a população muda muito pouco. Na prática, significa que houve melhora no “cenário epidemiológico”, sem a necessidade de respostas emergenciais ao enfrentamento à doença, mas ele irá continuar.

Casos (até 11 de junho)

janeiro – 3.993
fevereiro – 12.350
março – 28.644
abril – 33.528
maio – 26.725
junho – 1.278

Taxa de letalidade (até 11 de junho)

Brasil: 3.993.254 casos, 3.643 óbitos e taxa de 0,09
Estado: 1.492.248 casos, 1.086 óbitos e taxa de 0,07
Campinas: 106.518 casos, 35 óbitos e taxa de 0,03

O estado de epidemia de dengue continua na cidade pois o número de casos ainda está acima do que é considerado normal. A circulação de três sorotipos da doença ao mesmo tempo é um desses motivos. É a primeira vez na história que isso acontece.

A população deve continuar fazendo a sua parte, descartando entulhos e acabando com pontos de concentração de água limpa ou suja. Em caso de sintomas como dor de cabeça, dores no corpo entre outros, deve ser procurado um posto de saúde imediatamente.

Da Redação ODC.
Leia também:
Veterinários Móveis de Campinas vão ficar no S. Diego e no DIC por mais alguns dias

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré