A prefeitura de Campinas deixou de utilizar nesta última quinta-feira, dia 19/11, os leitos de enfermaria e de UTI que estão instalados no Hospital Metropolitano.

A unidade de saúde estava recebendo apenas pacientes infectados com o novo coronavirus. O bloqueio dos leitos aconteceu por cautela, já que o pagamento dos serviços precisou ser feito via depósito judicial.

Com isso, não há garantias de que o hospital possa arcar com o atendimento sem esse dinheiro. Os pacientes que estavam lá foram transferidos para outras unidades de saúde.

Nesta quinta a taxa de ocupação geral na cidade ficou em 56,6%, sendo que estão instaladas 175 unidades e 99 delas estão ocupadas, mais da metade na rede particular.

A rede da prefeitura está com taxa de ocupação de 52%, a estadual segue com 26,6% de ocupação enquanto a rede particular está com 73,6% dos leitos ocupados.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Cisne se engasga com anzol na Lagoa do Taquaral em Campinas e morre três dias depois