Prefeitura diz que protesto de funcionários de bares e salões foi político e tinha candidatos a vereador

 Prefeitura diz que protesto de funcionários de bares e salões foi político e tinha candidatos a vereador

Valéria Hein

O protesto de lojistas do setor de bares, restaurantes e salões de beleza, realizado na última quinta-feira, dia 23/07 na frente da prefeitura de Campinas, irritou o governo municipal.

O prefeito Jonas Donizette disse que o protesto foi político e que havia candidatos a vereador entre os manifestantes. Por isso, os nomes serão passados para que a Justiça tome providências.

Para agravar ainda mais a situação, os manifestantes descumpriram a ordem judicial que proíbe aglomerações. O valor da multa é de R$ 10 mil por pessoa.


Jonas ainda disse que já vem negociando com as categorias há bastante tempo, e que não havia necessidade nenhuma de ter ocorrido o protesto, reforçando que teve unicamente cunho político às vésperas das eleições municipais.

Durante o protesto, os trabalhadores do setor de bares, restaurantes, hotéis e beleza da cidade pediram a reabertura dos estabelecimentos comerciais, mesmo ainda estando na fase vermelha do plano de flexibilização da quarentena.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Mulher agredida pelo namorado tem surpresa ao tentar registrar BO na delegacia

Outras notícias