Presidente Jair Bolsonaro anuncia cancelamento da compra de radares móveis para não alimentar “indústria da multa”

202

Em meio a uma enorme onda de insatisfação que se espalha por várias regiões do Brasil, o presidente Jair Bolsonaro fez anúncios de algumas medidas na live semanal que faz nas redes sociais nas noites de quinta-feira. Os caminhoneiros estavam se movimentando nas redes sociais para fazer uma nova paralisação neste final de semana, mas as medidas anunciadas parecem ter agradado a categoria em sua maior parte.

Uma das medidas anunciadas é o reajuste do óleo diesel apenas a cada 15 dias, e não diariamente como dita a política da Petrobras, a estatal brasileira que regula os preços dos combustíveis. Para os próximos meses deverá ser lançado o Cartão Caminhoneiro, que garantirá estabilidade do preço do diesel nos postos com a bandeira BR.

O presidente também anunciou o cancelamento da compra de novos radares móveis, também conhecidos como “pardais”. Para Bolsonaro, os radares móveis têm como objetivo alimentar a “indústria da multa” e não reduzir o número de acidentes.

Com os anúncios, os caminhoneiros acabaram se desmobilizando. No sábado, dia 30, um movimento no Paraná teve cerca de apenas 40 caminhoneiros presentes. De acordo com o que a reportagem do ODC apurou, na região de Campinas a mobilização para uma possível nova greve já era bastante pequena, sem nada confirmado.

Da Redação ODC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui