Procon-Campinas mudará para nova sede, localizada no Centro

 Procon-Campinas mudará para nova sede, localizada no Centro

Foto: PMC

O prefeito Dário Saadi assinou, na manhã desta quarta-feira, 27 de julho, decreto de utilidade pública que permitirá ocupar um antigo casarão no Centro, para instalar a nova sede do Departamento de Proteção ao Consumidor (Procon). A ação faz parte do aniversário de 248 anos de Campinas. O imóvel, tombado como patrimônio histórico, fica na Rua José de Alencar, 795 e, atualmente, pertence à Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo (Afpesp).


O prefeito Dário Saadi afirmou que a instalação do Procon no imóvel histórico contribui para a ocupação e a revitalização da região central. “Este prédio é maravilhoso, a localização ótima, tem importância histórica e está bem conservado. É de fácil acesso aos cidadãos e contribui para a revitalização do centro”, destacou o prefeito, que lembrou que o imóvel foi residência e clínica do médico Clemente de Toffoli, um dos fundadores da Casa de Saúde e da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC).

A compra deve ocorrer até dezembro deste ano e passará por reforma. A mudança para o novo endereço deve ocorrer em 2023. O prédio tem 1.350 metros quadrados de área, diversas salas, e um estacionamento, ao lado, de 490 metros quadrados. Cerca de 200 mil pessoas passam pelo centro por dia.

O secretário de Justiça, Peter Panutto, afirmou que esta é mais uma iniciativa de revitalização do Centro. “A sede neste prédio vai aproximar ainda mais o Procon da população”, disse o secretário de Justiça.

O presidente da Afpesp, Artur Marques da Silva Filho, destacou a importância do prédio histórico ser ocupado para serviços públicos e afirmou que o local será um reduto do consumidor.

Investimento

O investimento para aquisição está em estudo. Os recursos para compra e reforma serão provenientes do Fundo Municipal de Proteção de Defesa dos Direitos do Consumidor (Fmpddc). Ao deixar de pagar aluguel do atual endereço, no Cambuí, a economia será de R$ 320 mil por ano.

Também participaram a diretora do Procon, Yara Pupo; o vereador Carlinhos Camelô, representando a Câmara Municipal de Campinas; o coordenador dos Imóveis Regionais da (Afpesp), Edson Oliveira; o presidente do Conselho da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), Edvaldo Souza Pinto; a presidente do Sindicato dos Empreendedores Individuais de Ponto Público Fixo e Móvel (Sindipeic), Maria José Salles, funcionários, entre outros.

Procon

O Procon tem oito unidades descentralizadas (cinco nos distritos, uma no Espaço Cidadão do Paço Municipal, uma no Poupatempo Campinas Shopping e uma no Vida Nova).

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Especialista esclarece como abrir empresas em Portugal

Outras notícias