Professores da rede pública de Santo Antônio da Posse descobrem novos e criativos métodos de ensino com o projeto Tinkering

“Os encontros são dinâmicos, motivadores e aguçam nossa curiosidade”. “Tenho aprendido a olhar as coisas mais fora da caixa”. “Estimulam nossa curiosidade e nos fazem ir além das nossas expectativas”.

“Importante pensar que se pode ter outro olhar sobre as soluções aos desafios”. Os depoimentos dos professores da rede pública de Santo Antônio da Posse, mostram que acompanhar as formações do projeto ludo pedagógico Tinkering tem sido uma grande aventura para os 37 educadores das escolas participantes em 2021.

Desenvolvido pela Evoluir, com patrocínio da BASF por meio da Lei de Incentivo à Cultura e apoio da Secretaria Municipal de Educação, a iniciativa adota a Metodologia Ativa de Aprendizagem STEAM, que agrega a arte como estratégia para o desenvolvimento integral dos alunos e propõe atividades “mão na massa”.


Três encontros de formação já foram realizados e mais três acontecem até novembro, com a expectativa de beneficiar mais de 2.600 estudantes.

“A metodologia STEAM é um dos recursos pedagógicos mais modernos e que coloca as crianças como protagonistas de seu aprendizado, com atividades baseadas em projetos e desafios, e é muito gratificante acompanhar a satisfação dos educadores em poder atuar verdadeiramente no desenvolvimento da criatividade dos alunos”, destaca Thais Buratto, coordenadora do Tinkering na Evoluir.

“Para trabalhar com práticas maker é fundamental estar disposto a romper estruturas de ensino antiquadas e engessadas, e vemos pelo feedback que recebemos nas avaliações que isso abre novos horizontes para os profissionais”, diz.

De acordo com a coordenadora da Evoluir, os relatos recebidos mostram experiências de superação a cada encontro, novas ideias para aplicar na sala de aula e até mesmo o resgate daquela imaginação tão rica que temos quando pequenos e que, muitas vezes, acabamos abandonando na vida adulta.

“Ao engajar os professores nessa nova maneira de ver a educação e suas possibilidades múltiplas, o Tinkering consegue atingir o objetivo de levar uma forma mais livre, criativa e colaborativa de aprendizado às escolas de Santo Antônio da Posse, contribuindo para o desenvolvimento integral de suas crianças, futuros cidadãos”, completa Thais.

“Com foco em despertar o interesse pela ciência, incentivando a curiosidade, o pensamento crítico e a criatividade, o Tinkering está alinhado a nossa estratégia de engajamento social, que prevê promover a educação científica, além da empregabilidade e da educação ambiental e proteção dos recursos naturais e da biodiversidade”, afirma Ivânia Palmeira, consultora de Sustentabilidade e Engajamento Social da BASF.

O projeto Tinkering é dividido em quatro etapas principais, compondo um processo que foi adaptado para o ambiente online por conta das restrições da pandemia: encontro virtual com os educadores para acolhida tecnológica, entrega das caixas T-Box e guia do educador, encontros formativos, desenvolvimento de atividades para criação dos próprios desafios e acompanhamento pedagógico.

Em 12 horas de atividade síncrona, ou seja, com a participação simultânea dos educadores e do facilitador, os professores são apresentados ao STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics), metodologia de ensino americana que busca integrar conhecimentos de artes, ciências, tecnologia, engenharia e matemática para preparar os alunos para os desafios futuros como cidadão, além da aprendizagem criativa e relações com a Base Nacional Comum Curricular.

As atividades seguem o método CDF (Conheça, Desenhe e Faça), uma abordagem inspirada no STEAM que trabalha a curiosidade, a pesquisa, a imaginação, o desenho, prototipagem e a mão na massa.

As T-Box trazem materiais variados, divididos nas categorias eletrônico, ferramental e estrutural, incluindo suportes de pilhas, LEDs, motores, alicates, madeiras, arames, entre outros, que podem ser usados para uma infinidade de experiências pedagógicas criativas.

Os materiais de apoio englobam ainda o guia Tinkering – Experiência Criativa e a plataforma Tinker Lab online, para formação complementar, com conteúdos e materiais referenciais, dicas de atividades, roteiros de projetos inovadores e criativos e sugestões de materiais alternativos para a execução das atividades.

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *