Projeto forma jovens que se encontravam em trabalho infantil em Campinas

 Projeto forma jovens que se encontravam em trabalho infantil em Campinas

Foto: Divulgação

Catorze jovens do Programa Construindo Autonomia para o Futuro (Procaf) realizaram na sexta-feira, dia 30 de julho, a formatura dos cursos de capacitação profissional. A cerimônia ocorreu na Escola Senai Professor Doutor Euríclydes de Jesus Zerbini. O evento também foi marcado pelo lançamento do segundo volume do livro “A Ressignificação da Escrita: as marcas de cada um”, escrita pelos formandos.

“É uma grande emoção ver esses adolescentes, que estavam em situação de trabalho infantil, realizando esse sonho que é a capacitação profissional”, afirmou Vandecleya Moro, secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

A solenidade fechou o ciclo de formação de adolescentes que estavam em situação de trabalho infantil e foram encaminhados pela Organização da Sociedade Civil (OSC) Movimento Vida Melhor (MVM), conveniada com a Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, da Prefeitura de Campinas, para superação da vulnerabilidade social.


As atividades foram iniciadas em março de 2020, no Senai Zerbini, porém, devido a pandemia do Covid-19, tiveram de ser pausadas e reformuladas. Os jovens retornaram, definitivamente, em abril de 2021, dando continuidade ao curso de Auxiliar de Chocolateiro, Salgadeiro e Pizzaiolo e iniciando o módulo de Excel Básico. Além destes, foram trabalhados pela coordenação do Procaf, conteúdos de Preparação para o Mercado de Trabalho e a Ressignificação da Aprendizagem Escolar. No último módulo, se deu a produção literária, proporcionando a experiência da escrita, driblando a invisibilidade imposta pela sociedade.

O segundo volume de “A Ressignificação da Escrita: as marcas de cada um” é uma reunião de textos dos alunos do Procaf. Cada um dos formandos narra na obra uma vivência marcante na vida.

Procaf

O Procaf é, integralmente, financiado pela Unimed Campinas, tendo sido idealizado para a capacitação profissional de adolescentes abordados, culminando em uma mudança qualitativa, no processo de ensino/aprendizagem, a fim de propiciar o desenvolvimento de suas potencialidades e competências; fortalecendo o protagonismo e a autonomia dos jovens.

Desde que foi implementado, em 2014, mais de 230 jovens, a partir de 15 anos, foram habilitados, proporcionando maior chance de concorrência no mercado de trabalho.

Além do Procaf, o MVM também executa o programa Construindo uma Vida Melhor (Convim), único serviço, do município de Campinas, de abordagem de crianças e adolescentes, em vulnerabilidade social.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Sanasa corta água em 13 bairros nesta quinta-feira, dia 04/08 em Campinas

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *