Prorrogação da quarentena começa hoje e prevê prisão para quem desrespeitar

7448

A prorrogação da quarentena, que começa hoje no Estado de São Paulo, prevê penalidades mais duras para quem insistir em sair de casa sem motivo plausível.

O governador João Doria ressaltou que não será tolerado nenhum tipo de aglomeração dentro do Estado. Em casos extremos a Polícia Militar poderá prender a pessoa que insistir em ficar na rua sem se explicar.

As únicas pessoas que estão autorizadas a transitar pelas ruas das cidades paulistas são os profissionais dos setores essenciais, como farmácias, postos de combustíveis e supermercados.

A Polícia Militar já está fazendo um trabalho de orientação da população através de gravações, pedindo que as pessoas evitem aglomerações e que fiquem dentro de suas casas.

Nessa primeira fase será feita apenas a orientação da população sobre a necessidade de se ficar em casa. Caso haja reincidência, serão aplicadas medidas coercitivas, inclusive a prisão.

No final de semana passada muita gente foi para às ruas, mesmo com parques fechados, pois acredita-se que os números da contaminação ainda são “pequenos” e que nem estão “crescendo tanto”. Isso só ocorre justamente por causa da quarentena. Se as pessoas não tivessem ficado em suas casas nas duas primeiras semanas, o caos já teria se instaurado na saúde.

Da Redação ODC.