Qual a pontuação ideal do score para quem busca um financiamento para comprar um carro

0
701

Comprar carros via financiamento é a maneira mais comum de adquirir um automóvel novo ou usado no Brasil. Tanto é assim que, segundo dados da B3, o número de veículos financiados no 1º semestre de 2019 cresceu 9,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No entanto, o sistema de financiamento de automóveis ainda é um mistério para muita gente. As principais dúvidas das pessoas consistem em saber o porquê alguns financiamentos são aprovados e outros não.

Parte do processo de financiamento envolve a avaliação do Score de Crédito do interessado. Portanto, ter um bom score é essencial para conseguir um financiamento favorável.

“O Score de Crédito é um cálculo estatístico que indica qual a probabilidade de inadimplência daquele consumidor”, afirma o especialista da NoxCar, uma das maiores concessionárias de usados e seminovos do país.

Em outras palavras, o Score de Crédito é uma espécie de raio-x da vida financeira do interessado no financiamento, para que os bancos e instituições financeiras possam avaliar os riscos que correrão com aquela operação.

O Score é elaborado por duas empresas: a Serasa Experian e a Boa Vista SCPC. Cada uma delas usa um banco de dados próprio, com várias informações, para alimentar o algoritmo que irá calcular a nota de cada consumidor.

São dezenas de informações que são levadas em conta na elaboração do Score de Crédito. No entanto, elas podem ser divididas em 3 grandes grupos:
Registros públicos: informações de ordem pública, como pesquisas em relação ao mercado de trabalho, índice de inadimplência por região, média de renda ou de consumo etc.;

Informações do consumidor: dados que são fornecidos pelo consumidor no momento em que solicita o crédito, como RG, CPF, renda mensal, endereço, escolaridade, profissão etc.;

Histórico de crédito: dados que comprovam o comportamento de crédito do usuário, como limite do cartão de crédito, assiduidade de pagamento, títulos protestados, ações judiciais, credores, entre outros.
“O Score de Crédito é calculado de modo a passar uma avaliação confiável sobre a categoria de inadimplência em que aquele cidadão se encontra. Isso não quer dizer com certeza que ele foi ou será inadimplente, claro, mas ajuda a dar uma base dos riscos de liberar um empréstimo para aquele consumidor”, explica o especialista da NoxCar.
Para os curiosos, é possível consultar o próprio Score de Crédito no site oficial do Serasa e se cadastrar, fornecendo um CPF e senha. Depois disso, basta selecionar a opção de consulta para obter a própria pontuação e conferir a explicação e a nota obtida.

Como o Score de Crédito é usado como base para aprovar ou não um financiamento de automóvel, seja usado ou novo, é normal acreditar que haja um mínimo aceitável para que o crédito seja aprovado. No entanto, os especialistas da NoxCar afirmam que isso não é necessariamente verdadeiro.

“Não é bem assim. Não existe um Score mínimo para a aprovação, pois a avaliação do processo de financiamento envolve muitos outros elementos, como a política de oferta de créditos da empresa, o cenário econômico do momento, acordos facilitadores entre empresas, enfim, tem muita coisa além do Score para aprovar ou não um financiamento”, explica.

No entanto, existem alguns parâmetros básicos que são usados como orientação no mercado.
“Isso não é escrito em pedra, mas é normal pensar numa base de 700 no Score para a aprovação do financiamento. Novamente, existem muitos outros fatores, mas esse é um bom ponto de partida”, explica o especialista, antes de completar: “No entanto, a base de 700 é para um financiamento completo. Se o cliente oferecer uma entrada, a nota pode ser menor”, diz.

Por exemplo, se o consumidor interessado em financiar um carro tem uma porcentagem do valor para dar de entrada, pode conseguir o financiamento com um Score menor de 700 pontos.
Normalmente, os bancos pedem por uma entrada de 20% do valor do financiamento, o que permite que o Score do interessado seja um pouco menor do que 700.
Caso o Score não seja tão positivo assim, o consumidor pode adotar algumas boas práticas para tentar aumentá-lo e ter mais sorte nas avaliações futuras para financiamento.

A NoxCar dá algumas dicas para quem quer aumentar o Score. A primeira delas é limpar o nome, caso ele esteja “sujo” no mercado. O interessado deve tentar elaborar um plano para quitar suas dívidas, de modo a aumentar seu Score.
Para isso, vale a pena fazer um estudo completo do orçamento doméstico, cortando gastos supérfluos, nem que seja por um curto período de tempo. Renegociar as dívidas também é uma boa opção, especialmente em feirões, que permitem descontos de até 90%.
A segunda dica é atualizar os dados no cadastro no Serasa, de modo que a organização possa calcular o Score do interessado em financiar um carro de maneira mais fidedigna.

Por fim, a terceira dica é pagar as contas mensais em dia, preferencialmente no modo de débito automático. Dessa forma, o interessado evita que seu Score de Crédito seja diminuído por causa da inadimplência de alguma dessas contas.
“Nós também recomendamos tentar encontrar uma fonte extra de renda para incorporá-la no orçamento mensal, o que pode ajudar a aumentar o Score. Além disso, é importante tentar negociar com concessionárias que sejam transparentes e ofereçam flexibilidade no pagamento”, revela o especialista da Link NoxCar https://noxcar.com.br/.
Ao consumidor que seguir essas dicas, será possível aumentar o Score de Crédito, mesmo que seja um processo lento. Consequentemente, será mais fácil ter os financiamentos de carros usados, seminovos ou novos aprovados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui