Quem recusar vacina por causa do fabricante vai para o fim da fila em Campinas

 Quem recusar vacina por causa do fabricante vai para o fim da fila em Campinas

A Prefeitura de Campinas vai penalizar todas as pessoas que agendam e rejeitam a vacina no momento da aplicação. A partir desta sexta-feira, 9 de julho, quem se recusar na tentativa de escolher o fabricante do imunizante irá para o fim da fila.

A medida foi anunciada no final da tarde desta quarta-feira, dia 7, pelo prefeito Dário Saadi e o decreto que estabelece os novos critérios será publicado na edição desta quinta-feira, 8 de julho, no Diário Oficial do Município.

A pessoa que recusar a dose oferecida terá que assinar um termo assumindo a responsabilidade pela sua decisão. Caso se negue, duas testemunhas assinarão o documento.


Aquele que agendar a vacina e não comparecer também sofrerá punição. A pessoa ficará suspensa por 30 dias e não conseguirá fazer novo agendamento. Se não concordar com a punição, poderá entrar com um pedido de revisão no Protocolo Geral da Prefeitura.

As informações são da Prefeitura de Campinas
Leia também: Polícia prende homem de 52 anos acusado de abusar da enteada de 11

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *