Seis radares serão ativados no prolongamento da Av. Mackenzie em Campinas

 Seis radares serão ativados no prolongamento da Av. Mackenzie em Campinas

Foto: PMC

Seis equipamentos de fiscalização eletrônica de velocidade serão ativados na Avenida Isaura Roque Quércia, no distrito de Sousas, pela Secretaria de Transportes (Setransp) e pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), a partir da próxima segunda-feira, dia 23 de agosto. O objetivo é ampliar a segurança na circulação e evitar a ocorrência de acidentes de trânsito.

Três equipamentos no sentido Centro e três no sentido bairro vão registrar velocidade superior à permitida. A via apresenta velocidade máxima permitida de 60 km/h, predominantemente. Nos pontos que contam com curvas acentuadas e dispositivos de retorno, como rotatórias, a velocidade máxima varia entre 40 e 50 km/h.

Nesta etapa inicial, a Setransp / Emdec fará operação educativa, com o objetivo de conscientizar os motoristas a adaptarem a circulação, além de coletar dados.


O secretário de Transportes, Vinicius Riverete, explica que “a ativação dos radares na Avenida Isaura Roque Quércia visa a ampliação da segurança viária. Os radares são instrumentos eficazes para diminuir a velocidade praticada e, consequentemente, reduzir o número de acidentes e preservar vidas”, disse.

“Os equipamentos de controle da velocidade são fruto da identificação de uma situação de risco de segurança. Eles promovem o equilíbrio entre a fluidez do trânsito e a segurança de todos os atores da circulação, especialmente pedestres e ciclistas”, destaca o presidente da Emdec, Ayrton Camargo e Silva.

No dia 27 de julho, os novos radares foram aferidos pelo IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça, e órgão delegado do Inmetro. O laudo técnico tem validade de um ano.

Faixas informativas serão instaladas pela Setransp / Emdec na avenida para orientar os motoristas sobre o início da operação dos radares.

Justificativa

O início da operação do dispositivo é preventiva e considera ainda os dados de acidentalidade monitorados pela empresa. Em 2020, foram registrados nove acidentes na Avenida Isaura Roque Quércia, sendo quatro ocorrências com vítimas, uma delas fatal. Entre os meses de janeiro e julho deste ano, foram registradas duas ocorrências sem vítimas e um acidente com vítima.

Em 2020, o excesso de velocidade foi responsável por 23% dos acidentes fatais analisados pela Setransp / Emdec, sendo o principal fator de risco observado.

Características da via

A Avenida Isaura Roque Quércia possui cerca de 7 km de extensão, com início no final da Avenida Mackenzie (sob o viaduto que passa sobre a Rodovia Dom Pedro I – SP-65) e término na Avenida Mário Garnero, no distrito de Sousas.

Considerada uma extensão da Avenida Mackenzie, a Isaura Roque Quércia liga a Rodovia Dom Pedro I ao distrito de Sousas, proporcionando acesso aos condomínios residenciais San Conrado, Pedra Alta e Entreverdes.

A obra de prolongamento da Avenida Mackenzie foi inaugurada em junho de 2015. Ao longo da Isaura Roque Quércia, há cerca de 7 km de ciclovias.

Em 2020, a Avenida Isaura Roque Quércia passou por uma ampla revisão das velocidades máximas permitidas, que levou em conta suas características topográficas. O projeto resultou na redução da velocidade máxima permitida de 70 para 60 km/h. Nos dispositivos de retorno e curvas acentuadas, a velocidade a ser praticada é de 40 ou 50 km/h, visando a segurança dos motoristas. A variação foi devidamente sinalizada por meio de placas informativas.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Obras de novo acesso à Hortolândia entram em fase final de pavimentação

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *