Serasa pode ter sido fonte do maior vazamento de dados da história do Brasil

 Serasa pode ter sido fonte do maior vazamento de dados da história do Brasil

O maior vazamento de dados da história do Brasil está colocando o Serasa em xeque. O Procon de São Paulo já emitiu notificação pedindo esclarecimentos à empresa.

Na segunda-feira, dia 25/01, a Secretaria Nacional do Consumidor já havia dado 15 dias para que houvesse uma explicação para a origem dos dados, que já estão circulando pela internet.

Há uma divergência sobre os dados vazados, pois inicialmente as informações seriam referentes à agosto de 2019, mas já há quem diga que alguns dados são de 2020, ou seja, muito recentes.


Mais de 220 milhões de dados pessoais de brasileiros vazaram na semana passada. Está em posse de um hacker dados como CPF, números de cartões de crédito, telefones, endereços e outros documentos pessoais.

Isso poderá gerar uma enorme crise de confiança e uma grande onda de fraudes, já que qualquer pessoa que estiver em posse desses dados pode fazer compras com os números de cartões que conseguiram.

A Serasa afirma que não teve culpa no vazamento dos dados e que não tem nada a ver com isso. A multa para a empresa poderá chegar aos 10 milhões de reais.

A orientação, por enquanto, é que se deve ficar de olho em suas compras nos seus cartões de crédito, não atender pedidos de empréstimos e muito cuidado com pessoas que podem fazer chantagem com seus dados.

Da Redação ODC.
Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Leia também: Mulher morre atropelada por caminhão no Jardim Rosolen em Hortolândia

Outras notícias