Serviço de reeducação ajuda agressores de mulheres a se recuperar em Campinas

 Serviço de reeducação ajuda agressores de mulheres a se recuperar em Campinas

O Serviço de Responsabilização e Reeducação ao Autor de Violência contra a mulher, criado durante a pandemia pela prefeitura de Campinas já fez 62 atendimentos desde o início do ano.

O projeto que autoriza a criação do serviço é do ano de 2008, de autoria da então vereadora Delegada Terezinha e atende a uma orientação da Lei Maria da Penha, que é federal.

As atividades começaram no mês de agosto do ano passado. Os funcionários, todos homens, foram capacitados até novembro e o atendimento começou no mês passado.


Os agressores são encaminhados ao serviço por determinação judicial e a participação vai constar como pena cumprida em casos de menor gravidade. A adesão, por enquanto não é obrigatória.

O objetivo do serviço é prevenir contra possíveis novos ataques dos agressores. São aplicadas atividades educativas e pedagógicas para aumentar a conscientização sobre a agressão como uma violação dos direitos humanos.

Da Redação ODC.
Fonte: Correio Popular
Leia também: Dário Saadi se reúne para conversar sobre novo Poupatempo no Centro, mas ainda não há data de abertura

Outras notícias