Teimosia, alianças erradas e falta de preparo derrubaram candidatura de Rafa Zimbaldi

 Teimosia, alianças erradas e falta de preparo derrubaram candidatura de Rafa Zimbaldi

A teimosia, a ganância e a aliança com o PSDB de Carlos Sampaio acabaram minando qualquer chance de Rafa Zimbaldi chegar ao terceiro andar do Palácio dos Jequitibás.

É fato que Rafa nunca foi “bom de voto”. Quem vota muito nele são os moradores da região do Ouro Verde, e só isso não é suficiente para eleger um prefeito. Talvez até deputado federal Rafa conseguiria se eleger apenas com os votos do distrito, mas uma prefeitura precisa de mais eleitores.

Desde o início era para Rafa Zimbaldi ser o candidato do atual prefeito Jonas Donizette, mas a ganância falou mais alto. Meses antes ele saiu da aliança de Jonas para lançar uma candidatura independente, que obviamente não daria certo, a começar pela parceria com o PSDB de Sampaio.


A periferia campineira nunca votou no Carlos Sampaio e não seria agora que votaria. A tentativa de esconder a vice com o nome de Annabe ao invés de colocar Ana Beatriz Sampaio realmente não colou.

Hoje teríamos Rafa prefeito se muito provavelmente ele teria mantido a posição inicial para formar uma chapa com Dário ou Wandão vice, já que o seu telhado de vidro não viria abaixo.

Vamos nos lembrar da campanha eleitoral de 2016, que deu mais quatro anos de mandato para Jonas Donizette? O primeiro mandato de Jonas foi sofrível, mas então por quê ele foi reeleito ainda no primeiro turno?

Os poucos adversários não fizeram uma campanha decente. O que tinha mais chance de alguma coisa era Artur Orsi, mas sua campanha eleitoral foi ridícula. Nem ele e nem o petista Márcio Pochmann denunciaram as irregularidades do atual prefeito, ninguém reforçou a farra dos comissionados, nenhum dos candidatos falou sobre a paralisia do prefeito, ou seja, só faltaram fazer campanha para Jonas.

Rafa não é uma má pessoa, mas foi manipulado por pessoas da mais baixa política possível. Pessoas que foram extirpadas da política campineira como a ex-vereadora Leonice da Paz, que já perdeu seu mandato por irregularidades, estavam ao seu lado. A prova disso é que após a derrota, Rafa ligou para Dário e ofereceu ajuda, já que é deputado estadual. Se sua equipe fosse melhor ou se tivesse honrado o acordo inicial, talvez teríamos Rafa Zimbaldi prefeito hoje.

Da Redação ODC.

Outras notícias