Terceirizada do Poupatempo de Campinas pode não pagar rescisões de funcionários demitidos

 Terceirizada do Poupatempo de Campinas pode não pagar rescisões de funcionários demitidos

A empresa terceirizada que prestava serviços no Poupatempo do Centro de Campinas, pode não fazer o pagamentos das rescisões dos funcionários que prestavam serviços na unidade, que foi fechada.

O serviço era prestado pela empresa Esperança Serviços, cujo site estava fora do ar nesta última quarta-feira, dia 08/07. Após o rompimento do contrato com a Prodesp, a empresa teria detalhado a sua saúde financeira.

A Prodesp é a empresa do Estado responsável pela administração de todos os Poupatempo do Estado e é quem contrata as terceirizadas para fazer o atendimento ao público.


Com a saúde financeira debilitada, há risco da Esperança Serviços não pagar as verbas rescisórias de seus funcionários, o que gera apreensão em todos que trabalharam na unidade fechada.

A Prodesp informou em nota que já fez todos os pagamentos às terceirizadas e que é de responsabilidade delas o pagamento das pendências trabalhistas de seus funcionários.

Da Redação ODC.
Fonte: CBN
Leia também: Mesmo podendo abrir as portas, donos de restaurantes optam por permanecer fechados em SP

Outras notícias