Usuários de PrEP quase dobra em dois anos em Campinas; Meta agora é levar para a periferia

123

A Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), um método que consiste na ingestão de comprimidos que bloqueiam os caminhos que vírus usam para infectar o organismo, está sendo ofertada na rede pública de saúde de Campinas há quase dois anos. A ideia da prefeitura é levar o método para as áreas mais periféricas da cidade.

O número de usuários aumentou de 218 há dois anos para 500 em 2019. Como a Aids ainda não tem uma vacina, a PrEP é um dos métodos mais eficientes para o bloqueio da infecção pelo vírus HIV. Hoje, a maioria dos usuários são de pessoas que moram nas regiões mais centrais da cidade e possuem maior escolaridade.

Hoje, a PrEP é indicado para Gays, Homens que fazem sexo com homens (HSH), Pessoas trans, Trabalhadores (as) do sexo e Casais sorodiferentes. Quando os medicamentos entricitabina e tenofovir são combinados, o HIV não consegue se estabelecer no corpo da pessoa após uma relação sexual, porém os comprimidos devem ser tomados todos os dias.

Os interessados poderão procurar o Centro IST/Aids Campinas, que fica na Rua Regente Feijó, 637 – Centro. Para testes e aconselhamento, o horário de funcionamento é das 10h às 18h de segunda à sexta, exceto na quinta-feira, que é das 10h às 12h e das 16h às 18h.

Da Redação ODC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui