Vagas emergenciais na Educação tiveram mais de 15 mil inscritos em Campinas

 Vagas emergenciais na Educação tiveram mais de 15 mil inscritos em Campinas

Foto: PMC

As secretarias de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas e de Educação publicaram no Suplemento do Diário Oficial desta sexta-feira, 24 de junho, a relação de candidatos inscritos para o processo seletivo emergencial de agente de educação infantil. A publicação está disponível em suplemento do Diário Oficial, no www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial/ .


São 15.770 inscritos, quase 159 candidatos por vaga. Do total, 3.770 estão inscritos nas cotas de pessoas pretas e pardas e 130 na de pessoas com deficiência.

Os candidatos que tiverem algum questionamento sobre a lista de inscritos podem entrar com recurso, entre 27 e 28 de junho, pelo e-mail [email protected] .

O recurso deverá ser devidamente fundamentado e a decisão será tomada de acordo com parecer da Comissão Organizadora ou Fiscalizadora do processo. As respostas serão enviadas para o e-mail registrado pelo candidato.

“A Secretaria de Educação montou uma comissão e um sistema para fazer a análise dos títulos dentro do cronograma previsto”, disse a coordenadora de Concursos, Recrutamento e Seleção, Juliana Miorin.

A homologação do processo seletivo emergencial está prevista para 3 de agosto e a primeira reunião de preenchimento de vagas para 5 de agosto.

“Temos um concurso público em andamento, previsto para ser homologado em outubro. O processo seletivo emergencial é importante para atender às necessidades da Educação até que seja possível admitir pelo concurso público”, completou.

Seleção

A seleção dos candidatos, por ser simplificada e emergencial, contou somente com uma prova de títulos que comprovem experiência profissional relacionada com a função de agente de educação infantil, ou seja, experiência com crianças de 0 a 5 anos.

Somente serão aceitos títulos de experiência profissional exercida nos últimos 5 anos e de, no mínimo, um ano ininterrupto de trabalho no mesmo empregador.

Os contratados receberão um salário de R$ 2.391,80, além do auxílio-alimentação de R$ 1.249,81 e do vale-transporte, oferecido nos mesmos moldes do que os servidores da Prefeitura recebem. As contratações serão feitas por prazo determinado, não podendo ultrapassar 12 meses.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também: Programa de educação financeira ajuda população a fugir do endividamento

Outras notícias