Vereadores de cidade catarinense aprovam lei que proíbe cachorros de latirem

 Vereadores de cidade catarinense aprovam lei que proíbe cachorros de latirem

A Câmara dos Vereadores da cidade de Penha, localizada no interior de Santa Catarina, aprovou uma lei um tanto quanto polêmica e que considera aplicar uma multa pesada em caso de descumprimento.

A nova lei estabelece multa de R$ 23 mil para donos de animais que são barulhentos demais. Com isso, quem provocar ou não impedir barulho de animal poderá ser multado.

Dessa forma, os cachorros ficam proibidos de latir e os gatos, proibidos de miar. A proposta é do vereador Everaldo Da Posso, do PL e ainda recebeu parecer favorável de várias comissões, inclusive de legalidade.


Para piorar a situação, ninguém questionou como iam ser estabelecidos os limites para o latido ou para o miado, praticamente liberando as pessoas a maltratarem seus animais de estimação.

Alguns vereadores justificaram que só aprovaram a lei pois não “leram direito” a proposta, ou seja, o que é pior ainda. Diante da pressão, o prefeito local vetou o projeto, e a Câmara deverá manter o veto em sessão na semana que vem. O veto não foi por causa dos latidos, mas sim por ter vício de origem, ou seja, algo do tipo só pode ser proposto pelo executivo.

Da Redação ODC.
Fonte: NSC Total
Leia também: Ônibus com tecido de proteção contra novo coronavirus é apresentado por empresa

Outras notícias